Envie por e-mail

Carregando...
5 dúvidas sobre o seu ascendente

5 dúvidas sobre o seu ascendente

Muitas dúvidas pairam sobre a Astrologia, principalmente quando se trata da nossa personalidade. Como é possível eu ser do signo de virgem e não me identificar com as suas características, por exemplo? O que poucos sabem é que o nosso ascendente diz muito sobre nós, principalmente quando no que diz respeito àquilo que aparentamos ser!

O ascendente nada mais é do que o signo que estava surgindo no horizonte no momento do seu nascimento. Ele está ligado a nossa imagem, à impressão que causamos no mundo externo. Mas, poucas pessoas sabem disso e acabam criando confusão com o assunto.

Para te ajudar a compreender melhor a função do signo ascendente no nosso Mapa Astral, Mônica Bergamo, consultora astrológica do Zastros, analisou os 5 maiores mitos que envolvem o assunto. Confira!

1 – A partir de uma determina idade, o signo ascendente passa a ser mais relevante do que o signo solar.

O que ocorre, é que entre 28 e 30 anos, vivenciamos um aspecto astrológico da maior importância, chamado Regresso (ou retorno) de Saturno. É quando Saturno, o planeta da estrutura, da responsabilidade, da organização, do tempo, do crescimento e da maturidade, completa uma órbita em torno dele mesmo, ou seja, volta ao local em que estava no momento do seu nascimento. Trata-se do momento de sairmos do rascunho e tomarmos conta da nossa vida de fato.

Após esta peneira fina que o Regresso de Saturno nos propõe fazer com todos os nossos valores, atitudes e planos, naturalmente adquirimos mais consciência de quem somos, do que queremos e de como vamos realizar tudo isso. E aí, começamos a usar a energia que temos disponível a nosso favor: para amadurecer e construir de fato a vida que desejamos para nós.

O Sol é a nossa essência, o Ascendente é a maneira como vamos atingi-la, reconhecê-la e incorporá-la em nossa vida de adulto. Resumindo: jamais deixaremos de ser o nosso Sol, mas, passaremos a usar o Ascendente para conseguirmos atingir o que pede nossa essência. A partir de um desenvolvimento saudável, passamos a nos bancar mais, a nos assumirmos mais.

Assim, não se trata do signo Ascendente ser mais ou menos relevante, e sim, que passamos a utilizar nosso potencial com mais consciência e todos os nossos recursos em favor de uma postura adulta e responsável perante a vida, que, geralmente, se dá a partir desta idade.

Observação: é claro que aqui estamos falando de alguém com um desenvolvimento emocional e espiritual compatível com sua idade cronológica. Podemos encontrar pessoas que aos 40 se comportam como crianças, imaturas e alheias ao seu potencial, eternas crianças alimentando relações de dependência.

2 – O signo ascendente influência em todos os aspectos da nossa vida.

O Ascendente é a nossa marca registrada, o jeito que fazemos as coisas. É a nossa personalidade, é aquilo que mostramos aos outros. Este é o tom com que colorimos a nossa personalidade. Contudo, os demais aspectos (como nos comunicamos, como amamos, como nos aproximamos, como reagimos etc.) serão coloridos pelos signos e planetas correspondentes a estas determinadas qualidades.

Assim, o signo lunar é fundamental quando o aspecto são as nossas emoções, o signo onde se encontra Mercúrio é importante para compreendermos como é o nosso pensamento e assim por diante.

3 – O signo ascendente, em alguns casos, anula as características do signo solar.

O signo solar é o que somos, é a nossa essência, o nosso eu, e não temos como deixar de ser o que somos, concorda? Porém, dependendo da maneira com que agimos para alcançar determinados objetivos, estas características podem se tornar menos evidentes.

Vamos imaginar, por exemplo, que você seja Capricorniano e o seu ascendente seja Leão. Sua essência é naturalmente reservada, sua necessidade de privacidade é grande e é suficientemente responsável para dispensar que alguém o cobre de suas incumbências. Porém, a imagem que passa para as pessoas, por causa do ascendente Leão, é de uma pessoa extrovertida, brincalhona, que se apresenta ao mundo de uma maneira bem mais exuberante do que um capricorniano típico.

O ascendente Leão faz com que você saia do seu isolamento e busque um equilíbrio entre estas duas energias complementares, mas aparentemente, contraditórias. E como é o ascendente quem chega primeiro, é da sua energia que nos damos conta de imediato. O que vemos é o ascendente. O que somos nas profundezas do ser é o signo solar.

Nem sempre isso é tão gritante, mas, quando acontece, passamos uma imagem bastante diferente de quem somos de fato.

4 – Algumas pessoas têm o ascendente mais forte do que o signo solar.

Astrologicamente, não dispomos desta balança, mas o que pode ocorrer é que em determinados Mapas, pode existir uma maior concentração de planetas próximos ao Ascendente e isso faz com que sua energia se torne mais acentuada, e a percebamos de maneira mais evidente.

Já que o Ascendente é a maneira com a qual nos relacionamos com o mundo, vamos supor que alguém seja pisciano com ascendente Áries. E outros planetas estejam ali junto ao ascendente reforçando esta energia. O que percebemos mais rapidamente? A energia impulsiva ariana ou a sensibilidade pisciana? A energia ariana! Ou seja: esta pessoa demonstra decisão, rapidez, ousadia, mas no fundo é hiper sensível, chegando muitas vezes a passar por cima de si mesma!

5 – Nós atraímos signos que pertencem ao mesmo elemento do nosso ascendente, e não do nosso signo solar.

Na Astrologia, as coisas são bem mais complexas do que parecem. Esse tipo de atração pode acontecer em qualquer tipo de relacionamento, seja ele amoroso, profissional, familiar etc. E estes relacionamentos podem ser harmoniosos ou não.

Existe sim uma atração que ocorre como se fosse um imã em relação a determinadas pessoas, enquanto outras, nem que apareçam na nossa vida trazendo consigo imensas qualidades, conseguimos nos aproximar, ou se o fazemos, é driblando a antipatia que sentimos, sem nem termos um motivo claro para isso.

O que observamos na prática é que nem sempre as relações que tem tudo para serem harmoniosas funcionam bem, e, da mesma maneira, as relações que aparentemente são fadadas ao insucesso vingam repletas de vigor.

Não são só apenas os elementos pertinentes ao signo solar ou ascendente os envolvidos nisso, mas também, os planetas, as casas, os aspectos. Alguns deles emprestando sua energia para os relacionamentos amorosos e sexuais, outros em que a boa comunicação é fundamental, como nas relações de trabalho etc.

As aproximações são inconscientes e se dão por afinidades. E quando mais conscientes formos de nós mesmos, menos nos prendemos na eterna busca do nosso semelhante. Passamos a entender a importância do outro como complemento e não apenas como extensão de nós mesmos.

A partir daí, várias combinações são possíveis, e seria um grande equívoco apontarmos para esta ou aquela como a predominante. O mapa é composto vários fatores e é a combinação entre eles que nos dá o tom…

Obviamente que signos de terra se entendem com mais fluência com signos de terra e assim sucessivamente. Mas, nem por isso deixam de se sentir fortemente atraídos por signos de água, que utilizam a emoção de uma maneira que Capricórnio, Virgem ou Touro, os signos de terra, levariam anos luz para conseguir.

Portanto, no universo astrológico, 2 + 2 pode gerar vários resultados possíveis. E a melhor maneira de desvendar estes mistérios singulares é através da leitura do seu próprio Mapa Natal.

Envie por e-mail

Carregando...

Lembrete de Aniversário

Mande uma surpresa para todos os seus amigos que fazem aniversário em breve.

Conectar ao Facebook